sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Noite do Cão

Estava me achando uma privilegiada porque as minhas noites estavam tranquilas, bem dormidas, apesar do barrigão. Acho, porém, que esse tempo acabou. O Gabriel está forte, grande e quem sofre com isso são os meus órgãos internos. Essa noite dormi pouquíssimo. Os movimentos eram constantes e muito incômodos. Cheguei a ficar enjoada. De madrugada não aguentei e saí da cama. O Bruno também acordou e me deu apoio moral. A festa continuou a todo vapor dentro da minha barriga. O dia já estava claro quando voltamos a dormir.

É... parece que o descanso pleno acabou.

Nenhum comentário: