segunda-feira, 28 de novembro de 2011

O Renascimento

Quando passamos por momentos marcantes em nossas vidas, deixamos de viver tudo como um conto de fadas e temos que tomar decisões que mudem nossa conduta.É um aprendizado duro mas agora só me resta entender e aceitar

Esta é a história de um dos vários sobreviventes do acidente da JetBlue que escaparam graças a um pouso fantástico do piloto.

Rick Elias ficou face a face com a morte. Refletiu e recomeçou sua vida de outro modo

Eu também tive que ficar face a face com a morte. Não a minha, mas foi como se fosse!

E, desde então, tento renascer. E como todo nascimento, este é um ato de esforço, luta, superação. Por isso, o choro!

De certo modo, parte de mim se foi com o Gabriel. O que estou lentamente descobrindo é que posso renascer
com mais empenho, com mais dedicação, com mais pureza, com mais vontade de viver e praticar o bem.

Se não viram ainda, percam 5 minutos para ver o video!

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

O Dia 17 (cinco meses depois)

dia 17

Doze vezes no ano;eu vou parar o que faço
e pensar que mais um mês passou.
e quando a data chega,eu envelheço uma década
eu me lembro quantos planos fiz
quantos sonhos tive
quão pouco os vivi
quanto mais viverei
longe de ti

E vou de novo pensar no que estava fazendo
onde estava e em que momento tudo mudou
me perguntar o que fiz pra te perder
pra você me deixar com esta imensa saudade
com este amor lançado agora no meio do espaço

aos poucos aprendo
que não devo mais jogar o amor
para fora de mim
tentando te buscar em vão
você não está mais por aí
é justamente o que me enche de vazio

pelo contrário,
você veio morar no meu peito
fez do meu corpo seu leito
e cada vez que procuro por ti lá fora
acaba faltando amor dentro de mim
amor que se perde
e não sabe o caminho de casa
chora no meio da praça
a qualquer hora do dia
e da vida não acha graça

é um aprendizado sofrido
entender que agora eu tenho um inquilino querido
que mora dentro de mim
que quer que eu sinta de maneira diferente a sua presença em todos os lugares
em todos os momentos
em todas as conquistas
de todas as maneiras

Pois onde eu estiver
ele estará comigo
eu sou seu abrigo
e tudo que sinto
ele sentirá
a minha alegria é a dele
a minha dor também

Dia 17 não é pra chorar
é pra fechar os olhos, sorrir
lembrar
que ele está mais perto que eu penso
mais forte e intenso
que qualquer amor que possa imaginar

que venham outros dias 17
pra vida me lembrar
o amor que mora em meu peito
nunca vai parar de aumentar.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

A saudade é o museu do amor

Dia de Finados. Não vou ao cemitério. Como minha mãe disse, "a conversa não é com o subsolo, ele está no andar de cima". Meu papo com ele não é hoje apenas. É todo dia, toda hora. Peço conselhos e conto o que se passa comigo. Peço que todos fiquem bem onde estão e não se preocupem com a gente.
A força, a gente acha, não há escolha, tem que achar, seguir em frente, não olhar muito pra trás. Na verdade, eles estão lá na nossa frente, bem longe, a nos esperar, dizendo "não desistam, nós te amamos".
Só que é inevitável que a gente olhe um pouco no retrovisor e sinta esta sensação de termos esquecido alguma coisa. Vamos envelhecendo e os retratos continuam mostrando um menino. A vida dá mostras de que segue seu curso sem se preocupar. Os amigos consolam, os fãs oram, os parentes nos amparam, mas não é fácil segurar as lágrimas e decidi que é isto mesmo, não tenho que prender nada. Chorar até faz bem - sofrer é que não faz. A saudade não o trará de volta, não aliviará a dor, mas esvazia este vazio que me consome, que serve como um uma descarga concentrada de EU TE AMO. Não o "eu te amo" que deixei de dizer - estes foram muitos, graças a Deus - mas todos os que não pude mais falar e ouvir.


Obrigado

Obrigado pelo leite derramado
Obrigado por cada sorriso
Obrigado por cada olhar trocado
Obrigado por cada lembrança

As Melhores fotografias
Estão nas minhas memorias
Obrigado por todas as palavras que vc aprendeu
Pela chance de ouvir você me chamar de pai

Te agradeço cada beijo e abraço
Obrigado pela benção de ter tido você ao meu lado
Menino lindo
Menimo levado
Meu capuccino
Meu pacotinho
Meu melhor presente
Meu quentinho

Obrigado pelas gargalhadas
Obrigado pelas horas sem sono
Obrigado por cada dia que você viveu comigo
Por cada banho tomado
Por cada dia na piscina
Pelos dias na praia

Obrigado por cada canção cantada
Por cada dengo, travessura e pirraça,
Obrigado por cada estrela que vc acende agora

Desculpe-me se choro
Nem todos os dias sou forte
Só o amor salva, eu sei
Mas sinto as vezes que nao tenho mais tanto tempo
Sinto que perdi mais que três anos
Sinto como se tivessem me arrancado a alegria
E a vida agora é apenas uma distração constante para
Me afastar da tristeza. O jeito é vivê-la.

A saudade é o museu do amor

video


video


video





video



video