domingo, 9 de agosto de 2009

Amanhã é seu aniversário

Um dia, você irá me perguntar como era quando pequeno, como foi o seu primeiro ano, já que você mesmo não terá mais lembrança disso. Por isso mesmo te escrevo estas linhas, já que um dia você também poderá lê-las. E te digo, meu filho, que você foi o presente mais lindo que sua mãe me deu naquele dia dos pais. Tive a benção de estar em casa num dia em que normalmente trabalharia. Acompanhei cada passo.

Quando você nasceu, fiquei do lado de sua mãe e tive o prazer de vê-lo surgir berrando com saúde. Fiquei me sentindo leve, uma sensação gostosa de paz e felicidade. Depois de dois dias fomos pra casa e te apresentamos nosso lar que foi comprado já pensando em um cantinho para você. No começo, dormiu conosco. Com um mês, passou pro quaro. Dormia muito, mamava bastante e fazia muito cocô. Ás vezes chorava um pouco. Tudo era novo para você e nós também.

Precisamos aprender uma língua nova, nem a minha nem a sua. Desde o comecinho decidi que eu daria o banho. Uma maneira de nós ficarmos mais ligados. O dia poderia ser estressante, o trabalho intenso, mas a hora do banho virava o melhor momento do meu dia.

Você ficou doente algumas vezes, mas o melhor remédio foi o leite de sua mãe, sempre rico e que você mamou, primeiramente com um bico de silicone e depois sem ele. Cada novidade foi comemorada, celebrada, brindada com muito carinho. Seu primeiro dente, seus primeiros sons, a primeira vez que sentou sozinho, suas primeiras tentativas de engatinhar, de ficar de pé, suas gargalhadas que nos deixou sempre muito bobos.

Você ganhou um monte de apelidos: pacotinho, reeby skübi, malandragem, galhinho, camaradinha, pitoco, foram muitos. Viajei muitas vezes e sua mãe segurou a barra com bastante coragem. Quando você completou seis meses, começou a nadar e gostou muito. Rimos ao ver seus dentinhos nascerem e você se divertir com a escova de dente.

Com oito meses, você foi para a creche. Foi muito complicado no começo e cheguei a achar que não se adaptaria, mas qual não foi minha surpresa ao vê-lo muito entretido e com novos amigos. Seus avós fizeram muitas visitas. A cada dia você os reconhece mais e cada sorriso seu os derrete.

Seus heróis favoritos na TV foram o Doki, um cachorro do Discovery Kids e As Formas, um quadro do programa Mister Maker. Seus brinquedos variaram conforme seu crescimento. Todos tinham apelidos: Girafoles, Rosito, Pablito, um chocalho de Leãozinho, suas bolinhas e tudo que fizesse muito barulho.

Nossa rotina era acordar cedinho, tomar um leite, trocar a fralda, brincar um pouco dentro de casa e fazer um passeio pelo parquinho com pausa para suco. Depois, dormia, almoçava, lanchava, dormia mais um pouco, jantava e brincava até sua mãe chegar do trabalho com saudades suas. Seu sono foi complicado nos primeiros meses, mas a gente acabou se entendendo.

Tanto eu quanto sua mãe amamos você com uma intensidade jamais imaginada. Completamos apenas um ano do resto de nossas vidas e sabemos desde já que o que eu chamo de "a fase 2 do videogame" vai nos trazer muitas surpresas. Estamos ansiosos para que ela comece. Parabéns por ser este menino lindo que conquista os corações de todos por onde passa. Parabéns pelo seu primeiro ano de vida, meu filho.

3 comentários:

vó Ana disse...

Tão linda esta retrospectiva. Parabéns por ontem e pelo amor, carinho e dedicação de vocês pelo Gabriel.
Vó Ana

meusfilhosminhavida.blogs.com.br disse...

Parabéns por você ser este pai maravilhoso que vc foi,é e sempre será para o Gabriel valeu....
Valeu a pena a passagem deste anjinho neste mundo que assim pudessemos saber que realmente existe sim um ""Amor"" verdadeiro.
Força Bruno onde o Gabriel e a Fernanda estiver estarão sempre cuidando de vc assim como vc cuidou muito bem deles abraços e meu sinceros sentimentos Sandra Amorim de Ribeirão Preto SP.

meusfilhosminhavida.blogs.com.br disse...

esta retrospectiva da vida é muito lindo por isso guarde em seu coração os ""GRANDES""momentos como foram bons e como valerão a pena guarde-os sempre e os Amen com uma intensidade tamanho como se eles " GAbriel e Fernanda"" ainda estivessem presente um grande abraço.