sábado, 19 de março de 2011

O primeiro teatro

Com 2 anos e 7 meses resolvi arriscar uma tarde na peça de teatro "Topetão". Perguntei se ele queria ir e, empolgado, dizia que sim. Acreditei que realmente havia chegado a hora: meu filhote estaria entrando para o mundo das peças infantis.

Ledo engano... Nos primeiros dez minutos estava tudo lindo. Gabriel entretido, risonho... Eu estava feliz percebendo a sua empolgação. Porém, foi aparecer o personagem "mau" para ele agarrar meu pingente e dizer: 'quero ir embora'. Eu tentei consertar falando que era igual a bruxa do João e Maria, mas acho que isso só piorou as coisas, porque ele respondeu assim: "não quero ir pra gaiola".
.
Tentei distrair, explicar que o bruxo era de brincadeira, mas ele ficou com medo mesmo. Não teve jeito; fomos embora. De qualquer maneira, valeu a tentativa. Me diverti vendo a felicidade dele em diversos momentos.
.
Ah, fomos com a amiguinha Manu!


2 comentários:

Anônimo disse...

Chora ao teu Deus
Se não podes compreender
Rasga este véu do calvário
Que te envolveu
Tão sublime o segredo se esconde
Nesta dor que escurece o horizonte
Que por hora impede
Os teus olhos de contemplarem
O eterno presente no tempo
O ausente presente em segredo
Na sagrada saudade que o deixa continuar

Força!!!!!!!!

karol olivindo disse...

Que lindoo..li todos os momentos que vc postou aqui, Bruno.posso imaginar a dor que vc está sentindo nesse momento.confesso que tudo isso mexeu muito comigo!!!Sou sua fã admiro de maiis vc.sei que a dor NUNCA vai passar.Que Deus te dê forças para que seus dias Melhorem!

"Nesta vida pode-se aprender três coisas de uma criança:
Estar sempre alegre;
nunca ficar inativo;
e, chorar com força por tudo aquilo que se quer."Paulo Leminski

beijos te amo muito.Karol Olivindo